E Las Vegas, heim?

Quando você está viajando por um país por três meses e conversa com quem mora por ali, responder algumas mesmas perguntas é inevitável. Não coincidentemente, boa parte das conversas começava do mesmo jeito. E uma das questões de sempre era: e Las Vegas?

Las Vegas fora do eixo turístico é como qualquer cidade pequena dos Estados Unidos. A diferença é que, de repente, você cai na Las Vegas Strip e todos os países do mundo estão em uma só rua, em construções megalomaníacas inacreditáveis.

Só lá você tem mais de trinta e dois hotéis para escolher, sem contar muitos outros que ficam ao redor, como o único com tema brasileiro, o Rio (que de Rio não tem nada). Apesar de ser tudo em uma só rua, muitos são bem distantes entre si. Nós escolhemos o Planet Hollywood: bem localizado, com um dos menores preços por ali e um cassino enorme. Ele fica logo em frente ao Bellagio, que tem a dança das águas na frente e já foi cenário de um show da Britney Spears, parte de um episódio dos Simpsons, episódios do CSI…enfim. Vários motivos para você lembrar dele quando lê sobre Las Vegas.

Essa parte da cidade é um mundo à parte e absurdo. Dentro de alguns hotéis tudo é tão bem trabalhado que te fazem se sentir mesmo em um país diferente, é surreal. Alguns tem até um céu falso, que deixa dia e noite parecendo o meio da tarde e, se você não olhar no relógio, pode ficar lá por horas e nem perceber.

Para quem vai lá com a intenção de jogar, beber e se divertir (quem não, né?) eles te incentivam a ficar no mesmo cassino te dando bebida de graça, então não estranhe se alguém te perguntar o que quer beber quando você acabar de sentar na slot machine de 1 cent. Vale a pena.

E prepare-se para ver todos os tipos de pessoas andando na rua. Da senhora com mais de 70 anos entregando folhetos de prostitutas, homens fantasiados de personagens da Disney, roqueiros, patricinhas, travestis, mendigos tocando violino, crianças com uniforme de futebol pedindo dinheiro…tudo. E todos estão sorrindo e achando graça naquilo tudo. (Exceto quando eles entram no carro, aí eles ficam loucos. O transito lá é péssimo!).

Leia também: De real para dólar: como transferir dinheiro para os Estados Unidos?

Fomos em quase todos os hotéis da Las Vegas Strip, ficamos inconformados com um show de hipnose e até ganhamos um bom dinheiro algumas vezes. Mas é tudo feito para te iludir e, quando você menos espera, já gastou 5 vezes mais do que ganhou. :P

Quanto às baladas, nós fomos em duas e foram legais, só que muito caras e em praticamente todas eles escolhem quem vai entrar na porta. E bom, nós não temos a menor vontade de entrar em lugares como esses.

O mais engraçado é que mesmo com esse clima Party Hard de Las Vegas, foi nossa primeira parada que não precisávamos nos preocupar com nada: hospedagem, comida, onde deixar o carro… tudo era fácil, como deve ser para todo mundo afim de se divertir em Vegas. Os free drinks, cassinos e baladas ajudaram a recuperar as energias e seguir viagem para o outro lado dos Estados Unidos. :)

Aguardem um super guia de como aproveitar (e ganhar dinheiro) em Las Vegas em breve! Hahahha

Tags from the story
, ,

Comentários