O que é a Catalunha? (com vlog!)

Prefere saber da história da Catalunha por vídeo ou quer ver outras curiosidades sobre a região? Hoje tem vlog novo sobre isso também!

Nós já tinhamos lido muito sobre como Barcelona “não é” e não gosta nada de ser chamada de Espanha. Aqui, pra todo mundo, você está na capital da Catalunha. Quase como se fosse um país dentro de outro país, eles são extremamente orgulhosos da sua língua, bandeira e tradições. Mas, afinal, o que é a Catalunha? Já que vamos falar bastante sobre isso aqui no blog pelos próximos meses, achamos melhor contar pra vocês algumas das coisas que aprendemos!

A região da Catalunha é esse pedacinho aqui do mapa espanhol:

A grande história desse ~país~ é que ela já foi dominada por tantos povos, como gregos, romanos, árabes, franceses e espanhois, fazendo seu povo passar por tantas coisas, pestes e mudanças desde o século XII, que eles desenvolveram um orgulho próprio enorme de sua região justamente pelo tanto que lutaram por ela.

Depois de 1714, quando a Guerra da Sucessão Espanhola acabou, a Catalunha foi unificada junto com várias outras regiões ao seu redor, se tornando a Espanha e com o idioma oficial do castelhano (para nós, o espanhol), ignorando os idiomas oficiais de todas as regiões que foram unidas. Isso já seria suficiente para deixar os catalães bem putos com o resto da Espanha. Para melhorar a história, em 1932 eles tinham conseguido criar um governo próprio e declarado independência da Espanha, tudo que eles queriam da vida, mas alguns anos depois veio o Franquismo, a ditadura de Francisco Franco, ferrar com tudo mais uma vez. Dessa vez, toda a autonomia da Catalunha foi para o ralo e até a língua catalã foi proibida de ser falada aqui. Hoje, é uma das línguas oficiais da Espanha.

Esse é um dos principais motivos pelo qual a Catalunha é tão orgulhosa do catalão – e um dos motivos que eu estou tentando aprender ao menos una mica al català. A língua é uma mistura de francês, espanhol, um tiquinho de italiano, português e um copo de sangria batidos no liquidificador. Toda vez que aprendo uma coisa nova eu consigo fazer associação com uma dessas línguas. Se por um lado isso é ótimo, também é uma confusão gigante para decorar as palavras. “Parlar é catalão mesmo? Ou eu tô confundindo com o italiano?”

De qualquer forma, a parte boa disso tudo é que o catalão é uma língua quase compreensível para conseguirmos ler. Entender de ouvido é outra história , mas a leitura é quase sempre ok se você sabe português e um pouco de espanhol. E eles usam a língua para conversar entre si, em menus de restaurantes, em músicas, jornais, nas escolas e tudo mais. Mas praticamente todo mundo também fala espanhol e na maioria das vezes eles misturam uma coisa com a outra.

Eles amam tanto o catalão e querem tanto que a língua continue vivendo que dão aulas gratuitas da lingua aqui em Barcelona. E dizem que se você quiser conquistar alguém por aqui, é só lembrar de meia dúzia de palavras al català, mesmo que termine a conversa em espanhol.

Esse amor não é só pela língua. Em todo lugar que você olhe por aqui vai encontrar as bandeiras listradas amarelas e vermelhas da Catalunha – essa nas fotos aqui de baixo. Em vários casos, ela aparece com uma estrela de cinco pontas ao lado, que é a bandeira do movimento separatista que luta por uma Catalunha independente.

Falando em independência, você deve ter visto alguma coisa sobre a votação de separar a Catalunha do resto da Espanha no fim de 2014, certo? Aparentemente, esse é só mais um dia na Catalunha. Eles já lutam pela separação há muito tempo, e desde que a crise européia começou a pegar pesado por aqui, isso ficou ainda mais forte. Como mostramos no nosso vlog pelo bairro gótico, aqui na Plaça de Sant Jaume fica o governo da Catalunha e é onde as pessoas mais se reúnem para pedir independência.

Hoje a Catalunha é um estado independente e tem até um presidente próprio, mas ainda responde e tem que pagar impostos para Madrid, a capital da Espanha. Com isso, ela é responsável por mais de 25% do PIB espanhol. Como o resto do país está numa crise bem pior do que aqui, a Espanha tá usando muito os impostos que os catalães pagam sem devolver em benefícios pra região, o que deixa os 7 milhões e meio de habitantes daqui cuidando do resto da Espanha sem receber quase nada em troca pelos impostos.

Mas apesar de ter presidente, outra língua e outra cultura, oficialmente a Catalunha não é um país. Junto com o resto do mundo, a Constituição Espanhola considera aqui uma “nacionalidade histórica” e nem leva muito a sério esses pedidos de separação. Só para os catalães que aqui é um país e ponto final.

A história é muito mais complexa que tudo isso que eu contei, com a Revolta da Catalunha, divisão de terras, peste negra e várias mudanças ao longo das décadas. Mas com essa geral acho que já dá pra entender um pouquinho melhor sobre as histórias que vamos contar de Barcelona (e dos seus arredores). :)

Comentários