Como é a viagem de trem de Bangkok para Chiang Mai?

Viajar de trem de Bangkok até Chiang Mai para entender um pouco melhor a cultura do norte do país, ver templos incríveis e fazer passeios diferentes é bem comum para quem vem conhecer a Tailândia. Apesar dos voos serem baratos quando comprados com antecedência, também existe a opção de você viajar de trem indo de Bangkok até Chiang Mai em uma viagem de mais ou menos 15 horas.

Como estávamos viajando com a Lisa e o Luca, nossos dois cachorros, decidimos ir de trem de Bangkok para Chiang Mai para morar ali por algum tempo porque foi a melhor opção que encontramos. Apesar deles não aceitarem animais em nenhum dos vagões com ar condicionado – o que pode ser um pouco ruim caso você esteja viajando no alto verão – nós conseguimos viajar com os cachorros na coleira e ao nosso lado durante todo o trajeto, ganhando carinhos esporádicos de um monge que sentava ali perto e um monte de sorrisos das pessoas que passavam.

Você pode ver toda a nossa viagem de trem de Bangkok para Chiang Mai com os cachorros nesse nosso vlog:

É  preciso comprar com antecedência?

Eu aconselho que você já compre as passagens assim que decidir fazer a viagem de trem. Deixamos para a última hora – e eu digo última hora aqui como 3 dias antes da mudança – e quando chegamos lá não conseguimos pegar vagões com cama, que seria infinitamente mais confortável mesmo sem ar condicionado.

O problema é que não existe um sistema oficial de compra de passagens de trem pela internet, mas esse site aqui faz o processo da forma oldschool: você faz a compra pelo site, eles vão até a estação de trem e compram os tickets pra você – e só confirmam a compra quando conseguirem comprar. Não usamos o serviço, mas pelas reviews ele parece bem confiável – só é meio confuso.

Se você preferir, pode fazer a compra na própria estação de trem, Hua Lamphong, como nós fizemos! Mas tente fazer isso com o máximo de antecedência possível – o que nós não fizemos. 😛

Tivemos que remanejar nossa hospedagem em Bangkok e pegar um horário de trem péssimo, chegando em Chiang Mai às 4 horas da manhã, já que todos os noturnos já estavam cheios. De qualquer forma, chegamos! 😃

 

Quais são as opções de assento no trem de Bangkok para Chiang Mai?

As opções de vagões vão de primeira a terceira classe.

Na primeira classe você tem uma cabine só para você, com ar condicionado, mesa, pia, toalhas e assentos que viram uma cama. É de longe a opção mais confortável, mas obviamente a mais cara. Também não está disponível em todos os trens, só no trem express e no special express.

A segunda classe é quase como um ônibus, com assentos virados para a frente do trem. Também tem segunda classe com camas, que você tem uma caminha individual para dormir e um mínimo de privacidade com umas cortininhas. Nessas duas opções você também pode escolher entre vagões com ou sem ar condicionado – você vai selecionar isso na hora que comprar a passagem.

Nós fomos na segunda classe e, apesar do banco quase não reclinar, pelo menos você tem assentos marcados, relativamente confortáveis e espaçosos. Logo ao seu lado fica uma janela imensa, então caso você pegue um vagão sem ar condicionado ainda dá pra abrir e deixar entrar bastante vento durante a viagem. Fora o ventilador, então não é o pior dos mundos como pensávamos.

Para viajar na terceira classe, que não oferece opção de reserva, você simplesmente segue a regra: o primeiro a entrar também é o primeiro a sentar. Os vagões não tem ar condicionado, os assentos são de madeira e as pessoas vão chegando e se esmagando nos assentos, sempre tentando fazer caber mais gente. Então chega um momento que as pessoas estão sentadas no chão, de pé, dormindo no chão ou se espalhando pelas outras classes para ficar minimamente confortável. Sim, é muito barato, mas para uma viagem de 15 horas é surreal. Normalmente na terceira classe é onde as pessoas também transportam coisas, como arroz ou até galinhas (!). Só recomendamos essa opção se você realmente estiver a fim de uma aventura, porque a situação dessa classe é triste. Mesmo.

Nós pegamos dois assentos na segunda classe sem ar condicionado e estávamos esperando a pior experiência das nossas vidas. Com razão, né? 15 horas dentro de um trem na Tailândia sem ar condicionado? Maravilhoso!

Logo que entramos já nos surpreendemos com o tamanho das poltronas e o espaço na frente delas para você esticar os pés – no nosso caso, para colocar os cachorros. As poltronas eram relativamente confortáveis, tinham suportes para você colocar suas malas em cima do assento e, assim que o trem começou a andar, o vento que batia na janela já deixava tudo mais tranquilo – inclusive até fechamos a janela durante a noite e colocamos uma blusinha leve, porque esfriou bastante!

 

Viajando com cachorros de trem pela Tailândia

Assim que fomos comprar nossas passagens na estação de trem de Bangkok já mencionamos que iriamos viajar com dois cachorros. Naquele momento ninguém nos cobrou nada, só deu nosso ticket com uma anotação em tailandês. Estávamos achando super legal que ninguém ia cobrar nada e foi tudo bem tranquilo – desde que você compre assentos em vagões sem ar condicionado tá tudo certo. Eles te ajudam bem a entender as regras.

Na hora do embarque, assim que encontramos o nosso vagão, um policial nos levou para uma pequena cabine perto do começo do trem e ali nos deram um papel mostrando quanto precisávamos pagar para transportar os cachorros. Eles cobram de acordo com o peso – na verdade eles chutam um peso só de olhar para o seu cachorro – e pagamos mais ou menos 200 baht para viajar com os dois, mais ou menos 20 reais. Justo.

Escolher um vagão sem ar condicionado e pagar essa taxa foram as duas únicas coisas especiais que precisamos fazer para viajar de trem com os cachorros na Tailândia – de resto foi tudo normal, exatamente como faríamos viajando só nós dois.

Em algumas das paradas nós tentamos descer com os cachorros para eles fazerem xixi, mas tem que ficar atento, porque as paradas de trem são rápidas e acabou que o Fê teve que correr atrás do trem com o Luca no colo. 😂  Já a Lisa não estava nem um pouco interessada e acabou só fazendo xixi quando chegou em Chiang Mai mesmo.

 

Preparação básica para viajar de trem na Tailândia

Nós compramos várias frutas picadas na estação de trem, alguns snacks e muita água, o que salvou nossa viagem. Eles passam vendendo vários tipos diferentes de comida – o tempo inteiro da viagem, sempre gritando enquanto passeiam pelos corredores e te acordando quando você consegue cochilar por 10 minutos apesar do barulho do trem – mas nenhum dos vendedores fala inglês ou vai te explicar o que eles estão vendendo. Se você pra você não ~dá ruim~ comer coisas que não conhece, tranquilo. Como eu sou vegetariana, achei melhor garantir minha comida sem pensar nos vendedores – e foi uma ótima decisão. Sem contar que você não sabe como pode reagir com a comida, né?

Outra coisa que usamos muito durante a viagem foram lencinhos umedecidos e álcool em gel para limpar as mãos. O trem é super cheio de gente e você já começa a se sentir um pouco sujo desde a primeira hora, seja pela poluição entrando pela janela ou o calor que você passa nas paradas, então esse básico de higiene já dá uma boa ajuda.

Fui no banheiro do trem uma vez – o Fê conseguiu segurar as 15 horas! –, que é como um banheiro turco com a privada no chão e uma espécie de maçaneta para você se segurar enquanto faz xixi – e foi mais do que suficiente para não querer voltar, especialmente depois de várias horas dentro do trem.

No fim, nossa viagem foi melhor do que estávamos esperando – os assentos eram confortáveis e espaçosos, o que ajudou muito para nos sentirmos menos esmagados ali dentro junto com os dois cachorros. É quente? Com certeza. Mas o vento que o trem faz quando anda ajuda muito, as vistas são bem legais e dá pra curtir alguns momentos.

De qualquer forma, eu daria preferência para reservar uma cama e não um assento, porque a viagem é super longa e pelo menos você pode tentar dormir um pouco melhor – com ou sem ar condicionado. É isso que vou tentar fazer quando for voltar de Chiang Mai para Bangkok! 😃

Comentários