Guia prático de como trabalhar de cafés

Desde que comecei a trabalhar pela internet eu sempre achei essa ideia de trabalhar de cafés uma coisa maravilhosa. Morando cada hora em um lugar diferente, isso vira quase uma obrigação em alguns momentos, já que várias vezes a internet da nossa hospedagem não é incrível, não tem um lugar confortável para trabalhar ou você simplesmente não aguenta mais ficar sentado ali olhando para a parede o dia todo.

Mudar os ares do lugar que eu trabalho é uma coisa que faz minha criatividade e produtividade bombarem de novo. Sempre que preciso produzir bastante, sei que me deslocar até um café vai fazer toda a diferença – e depois de tanto tempo fazendo essa caça a cafés legais para trabalhar, acho que conseguimos descobrir algumas dicas boas pra quem tá começando a curtir essa ideia!

Tem muita gente que tem preferência por trabalhar dentro de espaços de coworking – aqueles lugares que você “aluga uma mesa” temporariamente, seja por um dia, semanas ou meses, e pode usar toda a infraestrutura do lugar para trabalhar. Particularmente, eu não sou muito fã desse tipo de coisa porque eles acabam te levando, de uma maneira diferente (mas nem tanto), para outro escritório. Eu gosto de caçar cafés novos, testar comidas e bebidas, ver pessoas diferentes trabalhando dali e ouvir o ruído das outras pessoas ao meu redor. Eu gosto de conhecer lugares novos o tempo todo, então apesar de sempre eleger um café favorito, sempre fico testando outros da região. Só isso já é uma forma de viajar, mesmo que eu tenha que trabalhar muito.

O mais incrível é que conseguimos encontrar vários cafés super hipster e lindos em absolutamente qualquer lugar que você vá, é só saber onde procurar – aqui embaixo tem todas as nossas dicas! 😉

 

O que olhar antes de sentar?

Como você provavelmente vai passar um tempinho lá dentro, é bom ter certeza que o ambiente está de acordo com o que você precisa para trabalhar. Dar uma olhadinha no menu antes de  ~montar o seu escritório~ é sempre uma boa, já que, depois de algum tempo, é bem capaz que a fome bata e você precise ir no balcão pegar alguma coisinha para comer.

Uma coisa importantíssima que a gente nunca deixa de fazer é um teste de velocidade do wifi no Speedtest e ver se a conexão é boa. Afinal, não adianta nada escolher um lugar super legal e com um bom menu se você não consegue trabalhar direito.

Internet tá boa? Perfeito. Agora é hora de dar aquela espiada para achar uma tomada – que nem sempre está disponível. Bateria de laptop não dura muito e não tem nada mais frustrante do que estar super produtivo e sua bateria acabar do nada.

Aí é hora de achar onde sentar, seja uma mesa em um lugar tranquilo, um sofá bacana ou ao ar livre. Trabalhar de uma standing desk também é uma opção bem legal! São aquelas mesinhas mais altas que você consegue ficar de pé enquanto mexe no laptop, ajudando na circulação e mantendo sua postura em dia. O mais importante, no fim das contas, é trabalhar de um local onde você se sinta confortável para produzir em paz.

Para resumir, nossa lista pra ver se o lugar é bacana tem sempre menu, wifi, tomada e conforto. 

 

Etiqueta dentro do café

Não dá pra entrar em um lugar, pegar a senha do wi-fi, checar as tomadas, sentar lá e começar a trabalhar sem antes pedir alguma coisa. Questão básica, já que você vai usar aquele espaço. Mas também não precisa pedir milhões de coisas a cada 10 minutos. Um café ou chá grandão, daqueles que você pode ir bebendo aos poucos, já tá bem ok. Normalmente eu peço coisas a cada 2-3 horas pra continuar sendo uma pessoa ativa ali dentro. Mas isso não é regra: depende muito do lugar, do staff e do menu.

Você precisa sentir ~a vibe~ do lugar. Se o espaço é muito pequeno, você precisa consumir mais coisas pra se manter lá – afinal, você está tirando lugar de outras pessoas. Já se for um lugar maior (como um Starbucks da vida) e o staff não liga muito pra quem está lá dentro, você pode ficar mais tranquilo. Ainda assim, tente não ficar o dia inteiro lá dentro, como se fosse o seu escritório pessoal. Se você precisa mesmo trabalhar o dia todo de cafés, tente mudar de um para o outro depois de algumas horas. Ah! E quando o staff for legal, não esqueça de deixar uma gorjeta! Você passou horas lá dentro, afinal.

Leia também: Trabalhar pela internet: um guia completo para começar

 

Como encontrar cafés para trabalhar?

Sempre vai ter algum blog por aí que fala da cidade que você está e com gente querendo trabalhar de cafés. Isso vale para absolutamente qualquer lugar. Acredite. Dá um Google aí que vai rolar. “Cidade + coffees to work” é um bom caminho pra começar.

Não deixe também de usar alguns apps para ver se o lugar é bacana mesmo. Dar uma checada nos reviews do Foursquare antes de entrar pode te salvar de uma cilada ou até fazer você encontrar outras opções incríveis. O Foursquare inclusive tem a opção de você filtrar por lugares “bons para trabalhar”, o que nem sempre funciona, mas pode ser bom em algumas cidades.

Outro app bem útil é o Work Hard Anywhere: ele mostra os cafés perto de você e várias informações sobre cada um, como a velocidade do wifi, disponibilidade de tomadas, facilidade de estacionamento e até se tem cadeiras confortáveis. É criado justamente para isso e é bem útil!


Procure também as cadeias de café na sua cidade – eles podem salvar sua vida em vários momentos! Perdi a conta das vezes que não sabia exatamente para onde ir e foi o Starbucks que me salvou. Então é legal ter em mente que ali é um lugar que sempre vai ter uma internet bacana, café e espaço para você trabalhar tranquilo. Pode não ser a opção mais exótica ou barata do mundo em muitos casos – e na maioria não é mesmo, tanto que preferimos de cafés mais locais – mas pelo menos você consegue
get shit done sem pensar muito. E é pra isso que você tá indo para um café, né?

Leia também: 5 mitos sobre o que é ser um nômade digital

 

Não sendo inconveniente – coisas que a gente nem precisaria dizer, mas né?

Não existe coisa pior do que você perder o foco porque alguém colocou algum som para tocar perto de você. A recomendação máxima é: use fones de ouvido se precisar ouvir alguma coisa PLMDDS! E isso também vale para calls ou reuniões, viu? É preciso olhar a sua volta e sacar se é mesmo uma boa idéia. Veja o quanto as pessoas conversam por lá e se é um lugar mais animado ou silencioso. Se você precisar mesmo fazer uma reunião e não quiser sair dali, vá para algum canto mais reservado e tente não falar muito alto.

Outra coisa básica também é não manter seus torrents bombando enquanto você está lá – a não ser que a internet seja um monstro. Não vai baixar uma temporada completa de Game of Thrones e sugar o wifi todo do lugar, né? Seja solidário e contribua para que esse seja um espaço agradável para todo mundo que também estiver trabalhando por lá.

 

Acima de todas essas dicas, é sempre legal ficar de olho na movimentação do café para entender melhor o esquema dali e como ele funciona. Tem muitas outras pessoas trabalhando? Elas ficam por muito tempo? Os atendentes ficam te encarando, perguntando se você quer mais alguma coisa? Eles estão confortáveis com você ali? A regra básica é sempre o bom senso. Depois de um tempo você começa a entender melhor os sinais corporais das pessoas ao seu redor e se sente mais confortável – seja para trabalhar dali ou para procurar outro lugar, é claro. 😛

Tags from the story
, , ,

Comentários