Guia do melhor de Córdoba, na Espanha

Em um pedacinho desse ano nós decidimos nos desligar um pouco das cidades grandes e nos dedicarmos ao trabalho morando em uma cidade pequena e mais tranquila, mas nem um pouco menos charmosa: Córdoba, na Espanha. Uma das principais cidades da região de Andalucia, no Sul da Espanha, Córdoba é um lugar lindo e cheio de histórias para contar.

Nos dois meses que moramos ali, entre Julho e Setembro, mesmo embaixo de um sol de quarenta e cinco graus, conseguimos conhecer e aproveitar uma cidade deliciosa e com clima de interior. Muitos dos seus 350 mil habitantes tiram férias nesse período e vão pra longe do verão escaldante, deixando a cidade mais vazia para podermos aproveitar – quando o calor e todos os nossos trabalhos deixavam, precisamos confessar. Mesmo assim, conseguimos conhecer muito bem Córdoba e alguns dos lugares mais lindos que vimos na Espanha – e hoje vamos compartilhar tudo com vocês! :D

Pra quem vai para o sul da Espanha e quer dar uma passada rapidinha em Córdoba, acreditamos que entre um e dois dias na cidade é o tempo ideal. A locomoção por lá é feita a pé, no máximo usando um táxi ou ônibus por causa do calor, dependendo da época que você vai. (Aliás, não faça a besteira de ir pra Córdoba no verão. Pegamos 45ºC lá. Sem brincadeira.) Mas Córdoba é pequena, plana, muito segura e cheia de ruazinhas apertadas para você explorar.

Esperamos que você goste da cidade que nós tivemos a alegria de chamar de casa por dois meses da nossa vida. :)

Pontos turísticos e lugares imperdíveis

Alcazar de Los Reyes Cristianos

Esse lugar é um dos mais bonitos que estivemos na Espanha – talvez na vida – e amamos muito conhecer. O Alcazar já foi uma fortaleza, virou residência de padres, foi hospedagem para as tropas de Napoleão Bonaparte e até prisão. Hoje, você pode visitar tudo e passar horas nos seus jardins imensos. Ele ficava bem atrás da nossa casa e só fomos até lá no último dia que estávamos na cidade, faltando nem duas horas pra fechar. Olha… que arrependimento! Queríamos ter passado pelo menos uma tarde só tirando fotos lá dentro, de cada um dos detalhes, de tão lindo que ele é. Mesmo em períodos não tão floridos (que foi o nosso caso), vale muito a pena ir conhecer.

Se você quer ver um pouquinho mais, fizemos um vídeo pro nosso Facebook aqui.

Informações:
Calle de las Caballerizas Reales s/n – Córdoba, España
Horários e Entradas

Barrio de San Basilio

O bairro que nós morávamos foi onde surgiu toda a cidade. Era lá que morava os construtores de todas as maravilhosidades que existem em Córdoba hoje. Um bairro bem pequeno, de três ruas por duas, bem característico, fechado por uma muralha e… lindo. Vale muito a pena passear por lá! (E se passar, manda uma foto no nosso Facebook pra matarmos a saudade, por favor!) As pessoas moram a vida toda por ali e todo mundo se conhece. Nossa vizinha, em seus 60 anos, por exemplo, nunca morou em outro lugar. Nele é possível ver uma das casas que sempre ganha o prêmio de pátio do ano, que é algo bem importante por lá. Na saída você também encontra a Caballeria, o local onde o rei guardava seus cavalos. É um lugar bacana, tem um Museu da Carruagem e alguns shows de flamenco com cavalos à noite – que não assistimos. Como é de graça para entrar durante o dia, vale uma passada rápida.

Mezquita-Catedral de Córdoba

Um lugar totalmente único no mundo! Era uma igreja no século VI, se tornou uma mezquita em 714 e depois uma catedral, em 1238. É o ponto mais famoso de Córdoba – e um dos mais famosos da Espanha – e com toda razão: é surreal ver a mistura das construções de diferentes religiões dentro de um só ambiente. A gente passou horas e horas lá dentro, só tentando aproveitar ao máximo cada detalhe. Sério, é incrível! A gente mostra um pouco dessa lindeza neste vídeo aqui.

Leia mais: A melhor forma de transferir dinheiro para a Espanha!

Na frente da Mezquita você também vê a Ponte Romana, que foi construída no século I – isso mesmo, século UM –, conectando os dois lados da cidade. Pra ter ideia da sua importância, ela foi a única ponte da cidade até 2008, cumprindo esse papel sozinha por 20 séculos. Ah! A Ponte Romana também apareceu por longos dois segundos em uma cena do Game of Thrones, que deu uma boa exagerada no seu tamanho.

Informações:
Calle Cardenal Herrero, 1
Horários e Entradas

Porta de Almodovar

Diferentemente de Barcelona, onde só víamos um pouco da muralha que protegia a cidade velha, a muralha de Córdoba está super bem preservada, fazendo você viajar no tempo com todos os seus jardins ao seu redor. Dela, sobraram três portas que levavam pra dentro da cidade, e a mais famosa é a Porta de Almodovar, do século XIV. Nela tem uma estátua do Sêneca, o famoso filósofo romano que nasceu em Córdoba quando o mundo todo era Roma. É tão louco morar em uma cidade antiga que nós fazíamos academia do lado dessa entrada, em uma porta encrustada dentro dessa muralha histórica. Surreal.

Judiaria

Como o nome já deixa a dica, esse é o bairro onde só viviam judeus entre os séculos X e XV. Parte do centro histórico, declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO e tudo mais, é uma das regiões mais legais de andar pelas ruas estreitas e se perder entre elas, entrando em cada beco. Tem vários cantos lindos que parecem de mentira!

Uma curiosidade aqui é que Cordoba foi conhecida como a Cidade das Três Culturas porque, durante anos, judeus, cristãos e muçulmanos conviveram pacificamente, servindo como referência para o resto do mundo. É bem legal andar pela cidade e ver uma estátua de um judeu em um lado e na rua seguinte uma arquitetura totalmente muçulmana, tudo da mesma época. Córdoba foi e continua sendo um exemplo de multiculturalidade e multietnia, um reflexo de toda sua história de dois milênios, criada a partir de diversas civilizações, culturas, religiões e ideologias. Uma coisa bem incrível até hoje, se parar pra pensar. :)

Medina Azahara

Se você tiver mais de um dia em Córdoba, vale muito a pena ir conhecer a Medina Alzahara. Praticamente uma mini cidade construída para representar o poder do califado no século X, era lá que morava o califa – que não, não tava de olho no decote dela – e todos os outros poderosos ou seus servos da época. Apesar de ter sido uma construção incrível, criada entre 936 e 945, chegou uma hora que o califa resolveu partir pra outras e abandonou a cidade com nem 100 anos, em 1.010. E ela ficou lá, abandonada e sendo saqueada por anos, até virar um sítio arqueológico. Hoje é um lugar bem legal pra quem gosta de ver ruínas. Se quer ver a gente passando um calor de derreter o califa lá na medina, tem um vídeo aqui.

Apesar de ficar meio longe do centro, tem um ônibus que sai ali da Porta de Almodovar, te leva e traz de volta da Medina por 8 euros. Ah! Se você for, recomendo que assista antes o vídeo que eles passam lá no cineminha deles. É super bem feito e dá pra ter uma ideia muito boa da grandiosidade do lugar.

Informações:
Horários, transportes e entradas

 

Tem comida típica pra todo mundo

Antes de tudo: o que comer e beber?

Você não pode sair de Córdoba sem experimentar o salmorejo cordobês – e todas as outras variações que se interessar. É um tipo de gazpacho, mas mais cremoso, e tem milhares de variações. Coma também as berinjelas fritas com mel, croquetas variadas, o jamón serrano, tortillas de patatas, rabo de toro (esse aí da foto, mas é igual a nossa rabada), flamenquín – uma espécie de bolinho de filé a parmigiana, por falta de definição melhor –  e uma tonelada de acetunas. Para beber, não deixe de experimentar o tinto de verano (ou Vargas, como eles chamam em Córdoba) para matar o calor e um Pedro Ximenez de sobremesa. Acho que tá bom pra sair rolando muralha afora, né?

Bodegas Campos

Esse é um dos lugares mais famosos e turísticos de Córdoba, que existe desde 1908. Até se você não for chegado em restaurantes turísticos, vale ir até o Bodegas Campos nem que seja só para conhecer todo o espaço e ficar desacreditado com o tamanho daquele lugar. Vai por nós: passe direto pela porta lateral (onde entra no restaurante) e vá se metendo lá dentro e se perdendo, sem pedir permissão mesmo. Ele é imenso, tem salas gigantes e super decoradas, pátios lindíssimos e um monte de pôsteres antigos espalhados pelas paredes, mostrando como era a divulgação dos shows de flamenco de antigamente. Nossa recomendação? Conheça todo o restaurante, volte para a sala principal e beba um Tinto de Verano ou uma caña enquanto come salmorejo e outras tapas.

Informações:
Site do Restaurante
 e Foursquare

Taberna La Viuda

Outro dos bons restaurantes tradicionais da cidade, o La Viuda ficava pertinho de casa, no bairro de San Basilio, e serve tudo aquilo que a gente falou aí em cima, de incríveis beringelas fritas a um prato com três salmorejos diferentes. Ficamos um tempão falando com o dono, que é bem simpático e nos indicou outros lugares da cidade. O La Viuda é super tradicional e tem vários restaurantes bem parecidos ao seu redor, mas foi esse que mais gostamos!

Informações:
Foursquare

Mercado de Victoria

Esse era um dos nossos lugares favoritos em Córdoba! Um espaço lindo, todo de vidro e cheio de mini restaurantes. Dá a impressão de que eles selecionaram os melhores restaurantes da cidade para fazer suas principais tapas e pratos e colocaram tudo em um só lugar. Lá fica bem lotado de locais e de turistas, especialmente nas noites do fim de semana. Se quiser experimentar tudo que é famoso em Andalucia de uma vez só, dê um pulo na Salmoreteca para pedir o salmorejo clássico e algum bem exótico e depois na Croqueteria para escolher suas croquetas. Termine pedido com uma pinta (um pint) na Cervejaria Cruzcampo, a mais tradicional do sul da Espanha. Tanto de dia quanto de noite – dos poucos lugares que ficam abertos até tarde –, o Mercado de Victoria é maravilhoso e nunca desaponta.

Informações:
Site do Espaço
 e Foursquare

La Bicicleta

Se quiser um lugar diferente para comer boas tapas que você não vê em nenhum outro lugar, por um preço ótimo e tudo muito, muito bom, esse lugar é o La Bicicleta. Aqui não tem comidas típicas, mas é cheio de opções maravilhosas, muitas saudáveis e quase tudo pode ser vegetariano. Não dá pra sair de lá sem pedir a Tosta de Avocado com queijo – e tudo de avocado ali é maravilhoso. O hummus também é incrível. Eles aceitam cachorros, os atendentes são bem simpáticos, os drinks são maravilhosos e os sucos também – especialmente o de tomate com pimenta rosa.
Esse foi o único bar/restaurante mais moderninho da cidade que encontramos, e vivíamos por lá! Muitas saudades do La Bicicleta. <3

Foursquare

Califa

Essa cervejaria artesanal é original de Córdoba, a primeira da cidade e uma das nossas paixões na cidade. Eles têm duas filiais, uma menor que fica bem no centro e é onde eles fazem a cerveja, e a outra maior, que fica mais distante. Nós sempre íamos na do centro mesmo. Além das cervejas próprias, eles também vendem um monte de rótulos de outras cervejarias pequenas espalhadas pela Espanha e pelo mundo. Dê um pulo lá nem que seja para beber só uma caña. Afinal, além delas serem realmente muito boas (a IPA é sensacional!), qual vai ser a próxima chance que você vai ter de beber uma cerveja Made In Córdoba? ;)

 

Esses foram alguns dos lugares que mais gostamos de conhecer durante nossos dois meses em Córdoba! Também foi na cidade que nós criamos o Projeto Córdoba, com o objetivo de nos tornarmos pessoas melhores, e um monte de gente também fez o desafio com a gente lá no nosso grupo do Facebook. Você pode ver todos os posts do #ProjetoCórdoba aqui e todos os posts que fizemos da Espanha aqui. Se passar pela cidade, deixa uma foto lá no nosso Facebook pra matar nossa saudade. <3

Tags from the story
, , , ,

Comentários