Um segundo por dia – todos eles importam!

O mês vira e você começa com aquela sensação de sempre: como assim já é Maio? O que aconteceu com Abril? Como assim já é o fim da semana? JÁ PASSAMOS DO MEIO DO ANO? Fim do ano, oi?

Às vezes a gente deixa de prestar atenção no nosso dia a dia e de repente PÁ, o ano inteiro passou e parece que ontem ainda era aquela festa de ano novo meio maluca que você não lembra de muita coisa. Temos mania de ficar esperando por um dia específico – sexta-feira, dia do pagamento, férias, Natal, aniversário – e no fim tudo acaba se embolando na nossa cabeça como se nada tivesse acontecido e, ao mesmo tempo, tanta coisa ter passado de uma só vez. Uma das nossas buscas aqui no blog sempre foi tentar sair da rotina o tempo todo, fugir do tédio, dos dias iguais, fazer cada um deles valer a pena – mesmo com todas as obrigações, sempre sobra um espacinho pra uma coisinha que transforma nosso dia, nem que seja bem pequena. A nossa viagem por São Paulo, mesmo ferrados de grana e pagando mil dívidas da nossa viagem para os EUA, é um exemplo que nos orgulhamos bastante disso.

E uma das formas que encontramos para manter os dias especiais é tentar lembrar sempre que todos os dias importam. Claro que tem os que você vai se lembrar pra sempre sem esforço algum – aquela viagem, o dia do seu casamento, nascimento do filho, quando adotou sua cachorrinha –, mas existem outros milhares que acabam ficando para trás como uma data qualquer. E é justamente o que tentamos colocar na nossa cabeça todo dia: cara, não existe isso de data qualquer. Tem dias incríveis, dias bostas, dias viajando, dias em-casa-de-pijama-vendo-Netflix, mas não tem essa de dia qualquer. Todos os dias contam, de verdade, pra gente ter uma semana legal. E um mês legal. E assim por diante.

Há uns 4 anos eu assisti este TED do Cesar Kuriyama, quando ele lançou o projeto do One Second Everyday – um segundo por dia, em português. A sua ideia é gravar um segundo do seu dia, todos os dias, até o fim da sua vida. Um mês tem 30 segundos, um ano fica com um pouco mais de 6 minutos, dez anos da sua vida podem ser assistidos em uma hora. Um segundo por dia te fazendo lembrar de todos eles. Como não amar isso? É quase ver a vida passando pelos seus olhos, mas sem precisar estar caindo de um penhasco! (ok, talvez esse seja um péssimo exemplo)

Assim que vi esse TED sobre o Um Segundo por Dia, lá em 2012, eu achei incrível e comecei a gravar. Mas sabe como é, né? A gente esquece. Tiveram meses que eu até consegui um pouco melhor, como este aqui de Março de 2012, enquanto morávamos em São Paulo e logo que comecei o projeto:

Aí você grava por uns dias todo empolgado, esquece um deles e a empolgação já começa a ficar menor. E menor. E menor. Aí para de fazer. Tive vários segundos gravados por aí em vários dias diferentes, mas nunca tirei um tempo pra editar tudo.

Só que ano passado eu tomei uma decisão importante: no fim do ano eu iria fazer meu vídeo sem me preocupar com quantos dias eu esqueci. E, mesmo tendo pulado algumas coisas de 2015, o resultado ficou bem legal. Dá uma olhada:

Um negócio que acho incrível é como a gente, só com um segundinho de vídeo, consegue lembrar de praticamente todas as coisas que aconteceram naquele dia. É muito louco como 1 segundo de vídeo é mil vezes mais forte que uma foto e passa um sentimento muito maior. Eu assisto esses vídeos que fiz ao longo do tempo e volta tudo na minha cabeça. É tipo uma viagem ao tempo! ❤️

E aí ano passado também teve uma mudança gigante na forma de fazer o vídeo: o cara daquele TED ali em cima, Cesar Kuriyama, lançou um app para editar os vídeos de forma mais fácil – eu demorei um tempão para baixar, mas depois ele mudou a minha vida nisso. Juro! Ele corta tudo rapidinho, você faz pelo celular mesmo e é muito tranquilo.

Outra coisa bacana que fui descobrindo é que cada pessoa faz da forma que preferir esse tipo de vídeo: tem gente que organiza por idade – de um aniversário até o próximo –, quem grava vários segundos de diferentes coisas que acontecem durante uma viagem, ou quem faz do ano todo completinho. Eu tenho feito um vídeo por mês para ver o resultado, assim me mantenho motivado. No fim do ano vou juntar tudo em um vídeo só. Uma das vantagens do app é que você pode gerar vídeos da forma que quiser – até mesmo vários no mesmo dia. Olha como estão ficando os meus desse ano:

Janeiro

Fevereiro

Março

Abril

É engraçado como um negócio tão bobinho, como gravar um segundo do meu dia todos os dias, mudou tanta coisa no jeito que vejo minha vida. Todos os dias realmente importam. Todos eles ganham um 1 segundo ali dentro. Nada mais, nada menos. E é muito legal pensar como vai ser esse segundo.

Agora eu tento sempre pensar em alguma coisa única daquele dia para gravar, tentando fugir ao menos um pouquinho da rotina – nem que seja a adrenalina pesada de temperar a pipoca de um jeito meio maluco – só para não passar em branco. Até mesmo os dias mais sem graça precisam ser lembrados de alguma forma, porque eles existiram, né? Nada melhor do que ter uma forma de lembrar dessa ideia todos os dias! :)

Comentários