10 cidades para conhecer nos Estados Unidos

Em 2012, com mais ou menos 6 meses de namoro, nós compramos passagens para fazer nossa primeira viagem longa juntos. Decidimos que iríamos para o festival Coachella, na Califórnia, e depois aproveitaríamos para fazer uma viagem um pouquinho mais longa quando ele acabasse. O plano foi aumentando, aumentando, e no fim fechamos uma viagem de três meses de carro pelo país, conhecendo a costa Leste e Oeste de carro.

Foram mais de 15 mil kilometros e mais de 80 cidades, muitas delas que passamos rapidinho e outras que conseguimos conhecer melhor. Tivemos que cortar muita coisa do nosso planejamento inicial porque o tempo, apesar de longo, acabou ficando pequeno para a quantidade enorme de coisas que queríamos conhecer nos Estados Unidos. Muita gente enxerga os EUA como só Miami, Orlando e Nova York, quando na verdade ele tem uma infinidade enorme de cidades, culturas, paisagens e lugares diferentes para explorar bem diferentes dessas três cidades.

Nessa lista, só incluímos lugares que realmente conhecemos e conseguimos curtir um pouco, mesmo que por algumas horas. Foi uma lista complicada de ser feita porque adoramos os EUA e a viagem foi incrível, então foi bem difícil escolher só dez lugares para indicar. Se a gente pudesse indicar, sei lá, 20, capaz de ainda faltar cidades que gostamos. Mas vamos lá!

Pittsburgh

Pittsburgh é uma daquelas cidades americanas cheia de jovens estudantes. Apesar de não ser uma das mais turísticas do país, andando pelas ruas encontramos várias coisas bem legais e que nos deram o gostinho de como é a vida de quem mora por ali. Uma delas foi a própria Universidade de Pittsburgh, que é de 1787 e parece uma Hogwarts da vida real. A outra é uma igreja do começo século 20 que foi transformada em cervejaria artesanal, a Church Brew Works , que o altar é coberto com os galões feitos para fabricar as cervejas que vendem ali. A cultura das cervejarias artesanais está super presente na maioria das cidades dos Estados Unidos, e dá pra você beber uma centena de rótulos diferentes só em Pittsburgh.

San Francisco

San Francisco é uma cidade que moraríamos sem pensar duas vezes. Nós e provavelmente todo o resto do planeta. Que cidade incrível! Cada bairro de São Francisco faz você se sentir em um lugar diferente, todos com pessoas educadas e simpáticas sendo legais com você, na parte turística ou não. Nossa hospedagem lá foi em Mission District, que em 2012 era uma grande mistura entre latinamericanos com moderninhos, cheio de galerias de arte, bares, restaurantes, lojas, cafés, livrarias… um daqueles bairros que você se pergunta se existe de verdade, porque TUDO parece interessante. E essa sensação se repetiu muito em toda a cidade. Ah, São Francisco, quem sabe um dia?

Key West

Fizemos a besteira de ir e voltar no mesmo dia, mas queríamos muito ter conhecido melhor Key West. Para quem vai para a Flórida, conhecer as Flórida Keys é um passeio que você faz em uns dois dias, em que você passa por uma estrada que liga ilhas bem pequenas até chegar em Key West, a última delas. Ela é linda, super turística e cheia de lugares para comer a key lime pie tradicional dali – spoiler: não achamos incrível.
A ilha é cara, só com hotéis mais luxuosos e várias atrações especiais, como passeios de barco, lancha, mergulho e tal. Se você quer relaxar em um lugar tranquilo e tem tempo e dinheiro para aproveitar Key West, a experiência deve ser fantástica. Se não, uma visita de um ou dois dias já é suficiente. Ah! Para os fãs, o Hemingway também teve uma casa aqui, que hoje é um museu aberto a visitação.
Pra ser sincero, essa foto acima é de Duck Key, uma das micro ilhas que fica bem perto dali, mas já dá pra ter uma ideia da cor do mar.

Asheville

Asheville foi uma das maiores surpresas da nossa roadtrip pelos Estados Unidos. A ideia era passar pela cidade rapidinho só para conhecer e ir embora, mas gostamos tanto do clima do lugar que em menos de 2h já estávamos procurando uma hospedagem para aquela noite ali mesmo. Uma cidade com menos de 10 mil habitantes super focada na produção de alimentos locais, músicos de rua em todas as esquinas, galerias de arte, cultura da cerveja artesanal fortíssima, carinha retrô, shows nas pracinhas durante a tarde e jovens por todos os lados. Nós parecíamos duas crianças olhando tudo em volta surpresos de como aquela cidade era legal. Aqui foi um dos lugares que mais deu vontade de ficar!

Leia mais: De real para dólar: como transferir dinheiro para os Estados Unidos?

Para quem gosta de atividades ao ar livre e vai ter mais tempo, ali também é um ponto de partida ótimo para conhecer as montanhas, fazer rafting e até tirolesas.

Philadelphia

Nossa primeira impressão logo que chegamos na Philadelphia foi de uma cidade super urbana, cheia de jovens, lugares moderninhos, grafitados, com várias culturas misturadas, comida boa e pessoas estilosas. Nossos próximos dias lá nos comprovaram que sim, era tudo verdade. Muito além do Rocky Balboa, da prisão que ficou o Al Capone e do Philly Cheese Steak, a primeira capital americana mistura um pouco do decadente com moderninho e aquelas construções grandiosas que as principais cidades dos EUA possuem. É uma cidade que, às vezes, pode precisar de alguns dias para que você entre no clima, mas dá vontade de ficar mais tempo justamente por isso.

Ah! E quando fomos para lá conhecemos o Di Bruno Bros, uma casa de queijos no Italian Market que é super tradicional. Compramos tantos queijos ali que passamos dias comendo eles de lanche da tarde. Se você disputa o pódio de fã n°1 de queijo com nós dois, vai na fé!

Boston

Mesmo visitando vários outros lugares famosos pelas festas enquanto estivemos nos Estados Unidos, foi em Boston que mais aproveitamos a vida noturna da cidade. Curtimos bastante a noite, mas também aproveitamos o Boston Common, o centro histórico e vários restaurantes ótimos que descobríamos pelo Yelp. Conhecemos pessoas extremamente simpáticas e lugares bem animados, e até deu uma pontinha de vontade de estudar em Harvard para poder passar os finais de semana ali. Sonhando baixo, né? Hahaha

Yosemite Valley

Indo de San Francisco para Las Vegas, passamos pelo Yosemite por só alguns dias. Já sabíamos que as vistas eram inacreditáveis, então fomos preparados para tirar muitas – MUITAS! – fotos. E foi exatamente assim que aconteceu. Que parque incrível! Um milhão de paisagens naturais sensacionais, vistas maravilhosas que dão vontade de parar em cada ponto da estrada para tirar fotos e muitas opções de lugares para conhecer dentro do parque. Foi no Yosemite Park que assinamos, de vez, a carteirinha de casal que se fotografa sozinho o tempo todo, porque não dava para perder todas aquelas oportunidades.

Mesmo se você não for muito chegado em natureza, esportes radicais, cachoeiras, insetos e tudo que vem com um dos maiores parques dos Estados Unidos, dê uma passada no Yosemite Valley. E aproveite muito o Glacier Point, os ursos pelo caminho e as paradas que eles criaram para você estacionar o carro e tirar fotos. Vale muito, muito a pena. Se você já curte natureza, vá preparado! (A gente não foi e se arrepende um pouco.)

Los Angeles

Los Angeles é uma cidade enorme – na verdade, são várias cidades, né? – e cheia de lugares super diferentes um dos outros. Santa Mônica e seu pier de séries americanas. Venice com seus canais lindos, as ruas mais cool dos EUA, o calçadão mais eclético, as locações de Californication e as melhores tater tots de toda nossa vida. Hollywood com suas casas incríveis e vistas de cinema. Downtown. Beverly Hills. Malibu. Del Rey. É muita coisa pra fazer, ver, conhecer e experimentar. Passamos uma semana em L.A. e, definitivamente, não foi suficiente. Mesmo precisando de um carro para se locomover nas maiores distâncias da cidade, é uma delícia passear pelos bairros como se fossem, realmente, pequenas cidadezinhas.

San Luiz Obispo

Essa cidadezinha universitária apareceu no nosso caminho enquanto subíamos a linda Highway 1, indo de Los Angeles para San Francisco. O guia não dizia muito sobre ela além do Bubblegum Alley, esse beco enorme cheio de chicletes, mas resolvemos parar para almoçar e conhecer esse lugar bizarro – e meio nojento. Como a cidade é pequena, tudo fica ali por perto desse ~ponto turístico~, então conseguimos conhecer várias coisas a pé. Passamos por várias cervejarias artesanais, uma lojinha mais charmosa que a outra, casas e clima de interior, frio na medida, um almoço ótimo no Eureka Burger…foi uma das cidades que mais gostamos nesse caminho. Queríamos ter ficado mais!

Nova York

É impossível falar dos lugares que mais gostamos dos Estados Unidos e não citar Nova York, uma das nossas cidades favoritas no mundo todo. Entrar nela pela primeira vez é como pular pra dentro de uma das suas séries favoritas. Os pontos turísticos de NY ficam quase desimportantes quando você está em uma das cidades mais famosas do mundo, podendo se perder em ruazinhas e conhecer lugares novos e diferentes o tempo todo. Cada bairro de lá nos passava a impressão de que nunca conseguiríamos conhecer tudo, e isso fez a gente sofrer muito por só termos ficado lá 15 dias. Um dia, em um futuro não tão distante, queremos morar uma temporada nessa cidade tão incrível e tão cheia de coisas para descobrir, porque só duas semanas jamais serão suficientes em NY. E às vezes parece que nem uma vida inteira!

Se você ainda não acompanhava nosso blog na época que fizemos nossa roadtrip de três meses pelos Estados Unidos, é só clicar aqui para ver todos os nossos posts! Ficamos devendo muita coisa dessa viagem e já faz mais de dois anos, mas se vocês quiserem podemos falar mais sobre ela aqui no blog! :)

Comentários